.

STEP-UP! EDUCATION

.

Ken Robinson “ Teachers are the lifeblood of the success of the schools.”

Turmas numerosas, alunos difíceis, cargas horárias pesadas, precarização dos vínculos laborais, … são fatores que produzem burnout dos docentes, quer estejam no ensino pré-escolar, básico, secundário ou, até, universitário.
Ao longo da sua formação, os docentes têm geralmente preparação científica e preparação pedagógica adequada. Falta, no entanto, o treino de um conjunto de competências que permitam lidar com a mudança contínua das circunstâncias, dos alunos, da sociedade e das necessidades do próprio docente.

O que permite que o docente possa manter a energia, a motivação e a performance dos primeiros tempos não são apenas as competências que aprendeu na sua formação (as chamadas Hard Skills).
O que faz a grande diferença, o que transforma um docente desmotivado (e, tantas vezes, à beira de burnout) num professor de excelência que consegue levar atrás de si toda uma escola, são as competências que permitem a construção de pontes entre os conhecimentos técnicos, os grandes desejos de realização pessoal e a missão e objetivos da Escola. Estamos, aqui, a falar das “Core-Skills”.

As Core Skills são competências funcionais e de empregabilidade essenciais que elevam a níveis superiores a criação e perceção de valor. Para os docentes, estas são as competências que lhes permitem viver a sua vida profissional sem dilaceração interna, com satisfação e alegria e focados nos objetivos fundamentais. São as Core-Skills que transformam a perceção que o docente tem da sua função, da sua missão e do seu valor, tornando-o num protagonista fundamental de transformação do sistema de ensino.

A SM-Education tem vindo a desenvolver uma das mais eficazes metodologias de empoderamento (Trans-Formações) de profissionais ligados ao ensino, através do trabalho direto com os docentes e com as Escolas.
Esta metodologia STEP-UP! Education foi desenvolvida e testada para os docentes de instituições de ensino públicas ou privadas, em particular para os graus do pré-escolar, ensino básico e ensino secundário. Contempla o desenvolvimento do que de melhor existe em Soft-Skills, num contexto de desenvolvimento do propósito individual e da missão profissional, integrados nos objetivos da instituição de ensino.
É uma metodologia centrada na pessoa, trabalhada de forma experiencial, e que eleva os docentes e as escolas a patamares mais elevados, produzindo:

  • incremento significativo na qualidade da comunicação/relação e liderança
  • maior capacidade de gestão de stress e resiliência
  • resultados efetivos na formação de equipas coesas
  • aumento da satisfação dos docentes e alunos
  • alinhamento dos docentes com a missão e objetivos da profissão e da escola

Esta metodologia tem suporte nos mais recentes resultados das neurociências, envolvendo o aprofundamento do “propósito” e a sustentabilidade de longo-termo das mudanças no individuo, na equipa e na empresa.
As escolas são, hoje em dia, locais onde surgem cada vez mais os chamados wicked problems que, pela sua complexidade, exigem abordagens específicas. A experiência docente de vários colaboradores da Singular Minds Portugal trouxe inputs significativos, que aumentam significativamente a proposta de valor STEP-UP! Education.

A Singular Minds Portugal tem ainda, no seu portefólio, um conjunto de ações de trans-formação em parceria com instituições de investigação e do ensino superior, que vão desde cursos de formação avançada em liderança e trans-formação de setress a pós-graduações.

Tão importante quanto a metodologia, é o facto de que o trabalho que a SM realiza com os seus clientes é avaliado por instrumentos desenvolvidos e testados por um “OBSERVATÓRIO” independente, integrado no setor I&D. Este observatório avalia continuamente o retorno do investimento efetuado nas diversas ações STEP-UP!

Education, permitindo que o cliente (docente individual ou equipa de escola) possa ter garantias sobre o produto que adquire.
STEP-UP! Educations promove em cada pessoa a sua melhor versão, transformando docentes em leaders-cuidadores: leaders de si mesmos e de outros; cuidadores dos alunos, das equipas de docentes e das escolas onde trabalham de forma alinhada.

Referência:
A urgência de trans-formar os docentes é um dado que vai para além da mera perceção. Um estudo recentemente realizado pela Universidade Nova de Lisboa a quase 19.000 docentes mostra que 47,8% dos docentes revela sinais preocupantes de exaustão emocional (“Estudo sobre Desgaste da Profissão Docente”, R. Varela, Universidade
Nova de Lisboa, 2018)

.

Pedir mais informação ou reunião?

    Acordo RGPD (Regulamento Geral Proteção de Dados)*
    Eu concordo que este site armazene e trate as informações por mim enviadas de modo a responder à minha solicitação. Para os devidos efeitos declaro que li e aceito as condições gerais da Politica de Protecção de dados.